Pioneiria é como se chamam estruturas construídas geralmente de bambu (ou troncos) e sisal com o uso de amarras e nós e com a finalidade de trazer conforto ao acampamento escoteiro além de desenvolver a coordenação motora e a segurança no uso de ferramentas de corte.

As pioneirias são, já que o escotismo é fruto da experiência militar de Robert Baden-Powell, herança das instalações de campo dos sapadores do exército inglês, que tinham como finalidade facilitar o avanço das tropas.

O uso de pioneirias facilita em muito a vida em acampamento por serem de extrema utilidade e fácil construção. Bastam apenas um bom número de hastes firmes e corda para dar vida a pontes, abrigos, fogões suspensos, pórticos, torres e uma infinidade de outras estruturas limitadas apenas pela imaginação e habilidade do escoteiro.


Ferramentas Utilizadas:

Recomenda-se o uso de bambu e sisal, naturais e de rápida degradação, na construção de pioneirias evitando assim agressões ao meio ambiente. Para o corte podem ser usadas diversas ferramentas, que geralmente são: facão, machado, serrote e canivete.

As amarras e nós mais frequentemente usados são: volta do fiel, volta da ribeira, amarra quadrada, amarra diagonal, amarra paralela e amarra de tripé.

Fonte: Escoteiros do Brasil

Preservando-se a natureza, recomenda-se que as pioneirias sejam feitas com bambus empregando-se diversos diâmetros e as amarras feitas em sisal. Para o corte pode-se usar, serrotes, facões, tralha, faca e canivete. Nos cuidados são observados: a necessidade de serem realmente feitas, a preservação da natureza (matas, árvores e pequenos animais), regras gerais de segurança, ferramentas e planejamento da pioneiria, conhecimento dos nós e amarras indicadas (serem muito bem feitas), terreno adequado para suportar a pioneiria e a limpeza do local.

Criada a necessidade de fazer construções em acampamentos, nasce no jovem o espírito inventivo e construtivo que leva dentro de si. Construir pioneirias é assunto da auto-educação porque da formação e proporciona uma abundancia de satisfações.

A criatividade quando se constrói pode chegar a níveis surpreendentes para o próprio construtor, portanto, toda iniciativa deve ser totalmente apoiada, em especial quando é para criar coisas úteis e práticas.

As principais pioneirias construidas são: pontes, torres, mesas, mastros, portais, abrigos, balsas, catapultas, banquinhos. Pioneirias de grande porte são geralmente construidas por jovens esperientes, principalmente dos ramos sênior e pioneiros.

PONTES

O Método Escoteiro objetiva motivar o esforço cooperativo para um fim comum que é democrático. Na pratica duas coisas sobressaem, os hábitos se fixam e dão oportunidade de exercer iniciativa domínio de si mesmo e autoconfiança. As pontes são geralmente construidas em locais de acampamentes, para transpor pequenos rios. A construção de pontes demonstra uma grande habilidade e é uma excelente atividade. Todavia observe bem as condições de segurança para evitar acidentes.

PONTES SUSPENSAS

1
2
3
4

 

PONTES ELEVADIÇAS

1
2
3
4

 

PONTES DIVERSAS

 

1
2

 

TORRES

Entre as características de um Escoteiro está a faculdade de observador, por esta razão a construção de torres que facilitam esta ação são imprescindíveis. A coordenação de uma equipe de jovens permite levantar com facilidade uma torre de observação. Cada jovem fazendo sua tarefa planejada e correta oportuniza um trabalho coletivo, estabelecendo valores individuais. As construções necessitam antes de mais nada de espírito de equipe, coordenação e disciplina. Habilidade e dedicação também são importantes.

EXEMPLO DE TORRES

1
2
3
4

 

MESAS

As mesas são uma das principais pioneirias utilizada em um acampamento escoteiro.

EXEMPLOS DE MESAS

1
2
3
4

 

ABRIGOS

Quando em atividades mateiras, é natural que o escoteiro procure comodidade montando abrigos para se proteger do sol, vento ou chuva. Com uma pequena lona é possível montar rapidamente um abrigo para se proteger das intempéries durante as atividades. Os abrigos são muito utilizados em acampamentos bivaques.

EXEMPLOS DE ABRIGOS

1
2
3
5

 

BALSAS

Explorar um rio, acampando da mesma forma como um jornada é uma excelente atividade. Porem não se deve admitir na embarcação alguém que não saiba nadar, que não use colete salva vidas e que não tenha conhecimento de todas as regras de segurança exigidas para este tipo de atividade. Uma dessas regras é sempre carregar consigo um apito, de tom agudo, para usá-lo em caso de emergência.

EXEMPLOS DE BALSAS

1
3
4

 

 

CATAPULTAS

Na sede ou fora da cidade no campo, se tem a oportunidade de desenvolver jogos simples ou sofisticados, o importante é a liberdade de ação e criação para arrancar uma risada do jovem mais rebelde, sacudir o apático e motivar o introvertido.

EXEMPLOS CATAPULTAS

1
2
3
4

 

 

PORTAIS

Um portal bem montado, um acampamento bem organizado, tudo limpo e em seu lugar. Isso é um autentico acampamento Escoteiro.

EXEMPLO DE PORTAIS

1
2
3
4
5
6

 

CANTO DO LENHADOR

 

1
2
20
21
30

 

COZINHA

3
4
5
6

 

PORTA SAPATOS

10
11
12

 

LATRINAS

1
2

 

LAVATÓRIOS

4
5
6

Fonte: G.E Jaguary / SP