Benjamim Sodré
Benjamim Sodré

O Almirante Benjamin Sodré foi uma das mais ilustres figuras da nacionalidade brasileira. Sua vida, dedicada às nobres causas, tornou-se modelar estímulo aos mais jovens, fazendo-o merecedor do título de “Educador pelo Exemplo”, como o cognominaram. O Benjamin_SodréVelho Lobo, como ficaria conhecido mais tarde, teve papel fundamental no desenvolvimento do escotismo no Brasil.

Filho do notável estadista do Império e da República, Lauro Sodré, nasceu em Mecejana, no Ceará, em 10 de abril de 1892. Ainda jovem, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde fez os estudos primários e secundários, alcançando o primeiro lugar no concurso para admissão à Escola Naval. Em sua brilhante carreira na Marinha, nos postos de comando, soube imprimir sempre o caráter de educador. Foi professor de diversas disciplinas na Escola Naval e desempenhou importantes comissões no Brasil e no exterior, publicando grande número de trabalhos técnicos.

Como o B.P., foi um grande desportista, tanto que em 1909, Mimi Sodré, como era conhecido, sendo jogador do Botafogo, forma briosamente na equipe que deu ao Clube o título de “O Glorioso”. De 1910 a 1916 participou também da Seleção Brasileira, tornando-se o símbolo do atleta disciplinado e eficiente.

Admirador e defensor da natureza, foi pioneiro da Escotismo no Brasil, no qual se iniciou ainda como Guarda-Marinha, devotando toda a sua vida aos ideais de B.P.

Fundou e organizou o primeiro Grupo de Escoteiros de Belém, a Federação de Escoteiros Paraenses, a de Escoteiros do Mar, tendo afinal a iniciativa de fundação da UEB, de âmbito nacional. e da qual foi o membro número 1. Escreveu o “Guia do Escoteiro”, considerada obra essencial no aprendizado das boas normas da admirável instituição de Mimi_sodreeducação e civismo, de conservação e defesa da natureza.

Mimi Sodré como ponta esquerda do Botafogo.

Entre seus títulos figura o de Cidadão Honorário de vários Estados, inclusive o do Rio de Janeiro. Foi Presidente da Ordem do Tapir de Prata, a mais importante condecoração escoteira do Brasil.

Por ocasião dos festejos dos seus 80 anos, disse dele o Almirante Augusto Rademarker, então Vice-Presidente da República: “… sempre impoluto de atos e palavras, em quem nunca tiveram guarida o dolo e a má fé. De espírito puro e simples, ao atingir 80 anos é o mesmo de sempre, de atitudes firmes e de conduta impecável. É um exemplo de vida notável e magnífica.”

Infelizmente, no dia 1° de fevereiro de 1982 Benjamin Sodré, o “Velho Lobo”, faleceu, indo fazer parte do Grande Acampamento.

Fonte: http://www.escoteirosvicosa.org.br